Sobre

Mineira apaixonada por Harry Potter e por sonhos, Carol prendeu a ler o mundo inteiro antes de saber o que eram palavras, reaprendeu novamente através de livros e depois aprendeu uma terceira vez com seus próprios textos. Teve outro blog antes desse, mas parece que isso foi em outra vida, daí descobriu, entre muitas coisas, que o tempo passa e a vida muda, e que não adianta se agarrar à coisas que não existem mais. Por isso criou esse blog novo, porque a vontade compartilhar pontos de vista é mais forte do que tudo. Vê o copo sempre pela metade que está cheio.

Apaixonada pela Inglaterra, Irlanda e Itália. Pela cor vermelho, por Melissas e pelo Sirius Black, Carolina passou muito tempo fazendo as pessoas a chamarem pelo apelido, Carol, mas está aprendendo a aceitar quem realmente é, acha que um dia vai ser escritora e as pessoas vão chamá-la pelo nome de Carolina Wolf, ou Sharona Mckinnon, ou só Lene – porque pra cada história contada tem uma voz contando, a Carol é todas elas, porque já foi muitas. Tem crises de identidade nas quais personifica sua personagem favorita, a Marlene. Ela acha que tudo bem isso acontecer às vezes, porque todo mundo é muito Marlene de vez em quando.

Passa todo o tempo livre vendo séries, lendo livros, vendo vídeos no youtube, tendo ideias e conversando com Deus na rua, deve sua vida à Ele. Faz tudo na base da gratidão.

Concorda com o Guimarães Rosa em tudo, principalmente com sua visão sobre o Paradoxo do Hedonismo, que parece uma doença mas na verdade é só a ideia de que não dá para ser feliz tentando ser feliz porque a felicidade se acha é em horinhas de descuido. Não sabe se a Capitu traiu o Bentinho ou não, mas acha que isso não faz diferença, acha que o Bentinho precisa de ajuda pra se desapegar do que já passou. É uma amante de Chaucer e Shakespeare. É uma amante de Latim, e Quotes de escritores mortos.

Lê livros, contos, e crônicas, Marlenes e pessoas. Se distrai muito facilmente, com borboletas e balanços. Ouve Coldplay, The Killers, 30 Seconds to Mars e Paramore, ouve muito mais. Descobriu a fotografia e se apaixonou. Quebrou uns corações, teve seu coração desintegrado. Sobreviveu e a vida é uma eterna história pra contar. Acha que sorvete é a cura para todos os males da humanidade, e criou esse blog para se redescobrir e gritar pro mundo inteiro que sonhos importam, e palavras podem mudar o mundo. Vai compartilhar nesse blog muitas Horas de Felicidade, adquiridas com muito descuido, tudo que gera sentimentos no mundo está ou vai estar aqui nesse espaço.



Top