largeEu sonhei com você nessa madrugada. Foi engraçado quando eu abri meus olhos e percebi que não era de verdade, porque era tão real. Era tão, tão real. A gente no sofá vendo um filme, e aí no meio você para e começa a fazer cócegas em mim. É uma coisa boba e pequena, mas a risada gostosa me fez acordar. Ou vai ver foi o susto de me ver sorrindo ali perto de você. Sabe aqueles sonhos que a gente vê a cena acontecendo como se estivesse de cima? Então, foi um desses.

Eu vi a gente ali com as pernas entrelaçadas e você rindo das minhas gargalhadas. Às vezes você parava para olhar pra mim, e aí era como se aquela minha risada fosse a coisa mais encantadora do mundo, suficiente para fazer você nunca perder o seu fascínio por mim.

Eu acordei e chequei no celular, você estava online por último há sete minutos. Se eu tivesse acordado sete minutos antes teria te pegado online, mas eu não teria falado com você, então, realmente, que diferença faria isso? Racionalmente eu sei disso, mas sempre que estou online olho para ver quando você visualizou por último e quando você está online eu me sinto um pouquinho confortada, como se pelo menos em alguma coisa nós ainda estivéssemos em sintonia.

Você disse que queria tempo para pensar, e eu te dei todo o tempo do mundo, mas exatamente quando faziam quatro dias que eu não te falei nada, você me chamou inbox para falar de uma coisa que aconteceu no trabalho. E aí como da primeira vez que eu me afastei de você, você veio falar comigo.

Haviam váaarias palavras escritas na tela, e saudades não era nenhuma delas, mas tudo que eu lia eram entrelinhas e elas diziam “sinto sua falta”, “quero falar com você”, “não se esqueça de mim”, “cadê minha melhor amiga”. Você não podia nem esperar dar uma semana, tinha que falar comigo sempre que eu parava de falar com você.

Eu consigo não me lamentar, e consigo sentir sua falta na minha. E até falo com você às vezes, porque, primeiro, você quis que a gente fosse amigo, e, segundo, você quem quis parar com os filmes, carinhos, pernas entrelaçadas e gargalhadas. Vai ver a minha risada não era a coisa mais encantadora do mundo, vai ver você precisava ouvir outras para decidir.

Mas eu não te chamei por quatro dias, e todas as vezes que você estava online que eu queria conversar com você e não conversei matou um pouquinho de coisas dentro de mim, apesar de eu me sentir um pouco mais forte cada vez. Mas você falou comigo, você me contou tudo sobre seu dia e depois me mandou um link de um quadrinho engraçado no Facebook, como se nada tivesse mudado. Vai ver o fantasma da sua presença é o principal causador dos meus sonhos. Vai ver o fato de você não conseguir ficar quatro dias sem falar comigo também quer dizer que você fica olhando pra ver se eu estou online ou quando visualizei por último.

Vai ver você precisa pensar no que isso significa. Pode ser que minha opinião não seja lá a mais imparcial de todas, mas eu diria que quer dizer que você quer minhas risadas de volta.



Top