Fotografia
17/03/2016

Quem lembra daquela postagem que eu fiz sobre a Hermione? Era um projeto fotográfico, o Essential Books, no qual todo mês um grupo de blogueiras se organizam para postar fotos diferentes sobre um mesmo tema que envolva literatura. No mês passado o tema era personalidade de uma personagem feminina e esse mês o tema é uma quote, ou citação que nos marcou.

Confesso que apesar de ter delirado quando decidimos a proposta do mês eu comecei a entrar em desespero total depois de um tempo. Desespero esse motivado pela minha incapacidade em escolher apenas uma citação para representar minha vida. Graças à Nina, criadora do projeto e minha grande amiga, decidi me aquietar em uma quote de C.S.Lewis, que me representa muito enquanto ser humano, cristão e escritor.

Uma vez decidido o autor eu fui à caça de uma citação que se não pudesse definir minha vida pudesse ao menos expressar o que estou sentindo nesse momento. É com alegria que posso dizer que encontrei uma que me fez refletir muito. Trata-se de uma parte no livro As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa na qual um sentimento de tristeza é expressado.

Vocês vão entender melhor a minha proposta com essas fotos quando eu fizer um vídeo explicando sobre a minha relação com a personagem Tristeza no filme Divertidamente, mas, por enquanto, esse vídeo ainda não saiu (semana que vem, posso ouvir um Amém, irmãos?) então me resta, antes de apresentar as fotos, pedir para que vocês ativem a parte do cérebro de vocês responsável pela sensibilidade e pelo carinho, do contrário essas fotos não serão capazes de te tocar. Mas tenham em mente que a tristeza não precisa ser uma coisa ruim da qual fugimos incessantemente, e que ela sempre vem com outros sentimentos a tiracolo. Bons sentimentos, e uma libertação da dor.

peb3

I. Quando eu conversei com a Nina (alguma coisa como “NÃO SEI QUAL CITAÇÃO ESCOLHER, ME AJUDE!”) ela disse “Faz Lewis, nada grita Carol tanto quanto Lewis.” A verdade é que As Crônicas de Nárnia foi a primeira obra de fantasia com a qual eu tive contato na minha vida (obrigada, mãe!). E eu carrego, até hoje, um carinho muito grande por essa história e por esse escritor.

peb4

II. Segue a citação:

“Espero que ninguém que esteja lendo esta história alguma vez na vida tenha sido tão infeliz quanto Susana e Lúcia naquela noite. Mas se você sabe o que é isso, se já passou a noite toda acordado e chorou até acabarem as lágrimas.. Então sabe que, no fim, desce sobre a gente uma grande calma. Chegamos até a ter a sensação de que nada mais nos poderá acontecer.”

Carol s-16.resized

III. Então, o primeiro sentimento que essa quote desperta em mim: A tristeza. Dessa de apertar o olho e soluçar no choro. Ela existe, e não tem porquê se envergonhar de senti-la. Sentir dor quer dizer que estamos vivos.

Carol s-12.resized

IV. Quando eu vejo essa frase eu também penso sobre as coisas que me despertam para ser eu mesma. Uma necessidade de sentir alguma coisa além da dor, então eu sinto uma certa quietude, eu comigo.

Carol s-11.resized

V. Quando eu pensei sobre as sensações do quote, essa era pra ser a primeira. O negócio é que depois eu fui reparar, as emoções implícitas nessa citação podem trocar de ordem, podem vir uma antes ou depois, mas sempre será necessário que enfrentemos essa: A solidão. Existe solidão boa e solidão ruim, né? O problema é que elas andam juntas.

Carol s-13.resized

VI. A calma.
Acalma.
Uma grande, imensa e inesgotável calma que a gente não poderia sentir se não estivesse sido preparado pela tristeza de antes.

_________________________________________

Notas sobre essa postagem:
1. Apesar de ter pensado sobre cada sensação e como expressá-la, essa postagem não teria sido possível sem a minha grande e amada Carolina Ozzy, que sempre consegue captar a ideia na minha cabeça e executá-la com leveza e beleza incomparável. Meu muito obrigada de sempre.
2. Vocês podem conferir outras citações, de outros escritores, nos blogs abaixo:
Segredos de uma cerejeira | Amantes da leitura | Raphael Sulivã |
Livro arbítrio | SammySacional | Nina é UmaCupcakeland |
Pensamentos valem ouro | Outro capítuloNaive heart
Beijos,
Carol Santana

dia 17/03/2016

Que lindo! Quase me fez chorar de emoção, você captou cada parte da citação com o coração, deixando as fotos ainda mais lindas, parabéns!

[Responder]

dia 17/03/2016

Oi Carol. Menina onde eu estava que ainda não conhecia teu blog! *-* Achei sensacional a citação que você escolheu e as fotos nem tenho palavras para dizer que amei! hehehe Ficaram lindas mesmo o sentimento transborda em cada uma delas. Muito dez!

Parabéns pelo trabalho. Ficou fantástico!

[Responder]

Nina,
dia 18/03/2016

Posso dizer que estou completamente transbordando de amor? Pois estou. Eu não sabia muito bem como esse ensaio ficaria (e, sinceramente, achei que você não estaria nas fotos), mas ele me surpreendeu de uma forma linda *-* Concordo com cada estágio que você citou, sou igualzinha. Esse quote me chamou muita atenção, pois, nos últimos tempos, eu tenho pensado muito em seu sentido também: “Sentir dor quer dizer que estamos vivos”. Acho que, às vezes, só quando dói é que sabemos que estamos vivos, porque a dor chacoalha a gente. No meu caso, a dor me afunda no começo, mas, depois que encontro algo que possa me estabilizar, eu me apego àquilo como um mantra – acho que é por isso que Last Hope e “expecto patronum” sempre serão essenciais na minha vida: seus significados me dão resistência e coragem para continuar., para eu me reencontrar.
Obrigada pelas fotos e pelo tema abordado, acho que a tristeza precisa ser mais sentida e compartilhada, afinal, ela faz parte da gente – não é uma escolha, é parte de quem somos (no meu caso, quem eu sou – mas tento não fazer dela a minha única certeza).
P.S.: estarei, para todo o sempre, apaixonada pela última foto :)

Love, Nina.
http://ninaeuma.blogspot.com/

[Responder]